Tabacaria

O mundo é para quem nasce para o conquistar E não para quem sonha que pode conquistá-lo, ainda que tenha razão. Tenho sonhado mais que o que Napoleão fez. Tenho apertado ao peito hipotético mais humanidades do que Cristo, Tenho feito filosofias em segredo que nenhum Kant escreveu. Mas sou, e talvez serei sempre, o … LER MAIS

Poetas do Mundo #5

Horácio (século I a.c.) foi um dos mais importantes poetas latinos, autor, na célebre Epístola aos Pisões, de uma Arte Poética — que foi o mais importante texto de teorização poética, depois de Aristóteles, e o mais referenciado nos séculos posteriores, particularmente pelos clássicos da Renascença. Para além disso, também a nível temático e formal … LER MAIS

“Nox”, de Antero de Quental

Noite, vão para ti meus pensamentos, Quando olho e vejo, à luz cruel do dia, Tanto estéril lutar, tanta agonia, E inúteis tantos ásperos tormentos… Tu, ao menos, abafas os lamentos, Que se exalam da trágica enxovia… O eterno Mal, que ruge e desvaria, Em ti descansa e esquece alguns momentos… Oh! Antes tu também … LER MAIS

25 de Abril

Esta é a madrugada que eu esperava o dia inicial inteiro e limpo Onde emergimos da noite e do silêncio E livres habitamos a substância do tempo Sophia de Mello Breyner Andresen, in O Nome das Coisas, 197

Vivência do amor em Memorial do Convento

  That’s when you know you found somebody really special… When you can just shut the fuck up for a minute and comfortably share silence. Pulp Fiction   Tanto pode ser o silêncio ausência de linguagem como uma forma de comunicação. Da primeira aceção, é o par real exemplo. Na verdade, em Memorial do Convento … LER MAIS

Cartas para Vig

Porto, 12 de março de 1853    Queridos pais,    Escrevo a pedir o vosso humilde perdão. Agora que sou capitão de um navio e giro uma próspera empresa de negócios, percebi que fugir de Vig não foi uma decisão consciente, mas uma resolução imponderada e impulsiva de um imaturo rapaz de catorze anos. Sete anos depois, olho para … LER MAIS

Poetas do Mundo #3

Personagem polifacetada da vida cultural portuguesa (Foz do Douro, 3 de Janeiro de 1942 — Lisboa, 27 de Abril 2014). Poeta, romancista, ensaísta, tradutor, foi secretário de Estado de dois Governos provisórios, desempenhou funções directivas na RTP, na Imprensa Nacional e na Comissão para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses. Em 1999, foi eleito deputado ao … LER MAIS